sexta-feira, 26 de junho de 2009

Estou duplamente de luto!...

Michael Jackson morreu esta quinta-feira, aos 50 anos, de paragem cardíaca, num hospital de Los Angeles.
Controvérsias à parte, eu assumo que o adoro enquanto cantor e artista em palco, e tal como Elvis Presley, "O Rei está vivo"!





Farrah Fawcet, actriz de 'Os Anjos de Charlie' tinha 62 anos e sucumbiu a um cancro diagnosticado em 2006.

A "Pantera" da televisão cujo sorriso largo e cabelos loiros fizeram dela um dos maiores símbolos sexuais dos anos 1970, morreu nesta quinta-feira depois de travar uma longa batalha contra o cancro.

Fawcett chegou ao estrelato depois da divulgação de um poster em que aparecia de fato-de-banho vermelho. Ela recebeu o diagnóstico de cancro no final de 2006. No ano seguinte o cancro atingiu o seu fígado, resistindo a vários tratamentos médicos aos quais ela se submeteu na Alemanha e Califórnia.


"Nossa amada Farrah morreu após uma longa e corajosa batalha contra o cancro", disse em comunicado o companheiro de muitos anos de Fawcett, o actor Ryan O'Neal.

A morte de Fawcett, num hospital de Los Angeles, aconteceu seis semanas depois da transmissão pela TV, em maio, de um videodiário que ela fez com a crónica da sua batalha contra o cancro e seus meses finais de vida.

Intitulado "Farrah's Story", o documentário foi, na prática, um obituário escrito pela própria actriz, que, quando o filme foi exibido, já estava internada num leito hospitalar e tinha perdido seus famosos cabelos.

O'Neal disse que ela quis contar a história em seus próprios termos.

Fotos:imagens do google

Fonte de Farrah Fawcet: http://www.abril.com.br/noticias/diversao/farrah-fawcett-simbolo-sexual-anos-1970-morre-aos-62-anos-439476.shtml

3 comentários:

Peter of Pan disse...

Tenho mais pena da bomba loira do que do sr. nariz, mas isso sou eu...

Farola disse...

É realmente triste, embora pense que o Michael Jackson que teve o mundo a seus pés já morrera à alguns anos, não consegui deixar de ficar consternada.

Quanto à "bomba loira", li há pouco tempo um artigo sobre a luta dela contra esta doença, e na altura pensei que ela conseguiria, que a sua força de vontade (que era muita) aliada às novas tecnologias conseguiria vencer esta batalha, infelizmente enganei-me.
25 de Junho foi realmente um dia de luto.

quica disse...

Amiga tambem estou por estes lados .. :)